O que é o Wakeboard?

SDC12398O Wakeboard, irmão mais velho e conhecido, não é mais um adolescente. Já é um rapaz crescido.

Em Brasília, já possui adeptos, praticantes, e profissionais, apesar de alguns ainda não saberem do que se trata, fazendo desse esporte um ilustre desconhecido.

Onde praticar: uma lancha, equipamento e água. Bom, não é tão simples. A lancha tem que ser apropriada, pra poder amarrar a cordinha (o handle), e para criar uma marola que permita manobras; o equipamento pessoal do rider consiste de prancha, botas e colete. E a água. Bem, essa tem que ser especial também: sem ondinhas. É que a marola atrapalha o equilíbrio dos iniciantes e a performance dos pros.

Os outros dois irmãos mais novos do wakeboard são o wakeskate e o wakesurf. O primeiro é uma união do wakeboard com o skate, de modo que o rider não fica preso à prancha. É um desafio a mais, mas também tem seu encanto.

O wakesurf, irmão caçula, surgiu de uma conclusão óbvia: se tem onda, dá pra surfar. E aí o rider fica livre pra aproveitar a ondinha criada pela lancha pra mandar bala. Com uma ajuda, é claro, do handle, só pra embarcar na marola, ops, na onda.

Bom, por onde começar? Se você está interessado, começe pelo wakeboard. As escolas em Brasília já estão preparadas para atender os candidatos a viciados. Existem duas escolas em Brasília: A WakeboardTeam e o Quiosque de Wake. O primeiro decola a partir da marina Bia Jet, ao lado da (Ex) Academia de Tênis. O segundo pode ser encontrado no Pontão do Lago, em frente ao Café Antiquário.

Seguem os contatos:

WakeboardTeam (61) 9999-9736- http://www.wakeboardteam.com.br – Falem com Diego

Quiosque Náutico (61)  9808-3311 – Falem com Felipe Miamoto

Share This:

Bem-vindos ao Wake Blog

Olá a todos!

Após conhecer o wakeboard, me apaixonei completamente por esse esporte.

Pratico o wakeboard como hobby, mas nem por isso deixo de levar a sério. E percebi que a maioria das pessoas não o conhece, pois sempre me pego tirando esclarecendo amigos e conhecidos sobre o que é exatamente o wakeboard. E o que falta é um empurrãozinho, na forma de informação, para começarem. Por isso, resolvi publicar aqui todas as minhas experiências sobre a prancha de wake – e seus irmãos wakeskate e wakesurf, e similares. Não deixarei nem o kitesurfe de fora! 🙂

Chega de conversa, e vombora pra água!

Share This:

Um blog sobre wakeboard e similares